Grupo Espírita Francisco de Assis

NAVEGUE COM FUNDO MUSICAL - CLIQUE AQUI!

Histórico

1930: A FUNDAÇÃO

Dona LiliTendo como idéia maior o desejo de promover material e espiritualmente a caridade, um grupo de 51 idealistas, que já há algum tempo se reunia para a realização de sessões mediúnicas, resolve fundar uma Instituição Espírita. À frente, o grande nome que, tornando-se verdadeira legenda, seria daí por diante respeitado e amado por todos os que se ligaram à Casa: Olympia Rosa Freitas, a nossa inesquecível “Dona Lili”. Foi na sua residência, à rua Formosa n° 46, que nasceu, após uma palestra doutrinária proferida pelo Sr. Titelman Pimentel Carvalho e Silva, na noite de 16 de setembro, a Entidade que denominaram Grupo Espírita “São Francisco de Assis”. Em função da denominação da nova Entidade, a data comemorativa principal da Casa ficaria sendo o 04 de outubro (dia em que a Igreja Católica lembra a desencarnação do poverello de Assis).


1946: A NOVA SEDE E O ALBERGUE NOTURNO

Primeiros anos
A caminho da construção de uma sede própria, com dependências amplas e adequadas ao trabalho a ser desenvolvido, o Grupo passaria ainda a funcionar na Rua dos Goitacazes 143 e na Rua Marechal Floriano 141 (depois 353), até que adquire o terreno da Saldanha Marinho. Já na criação do Departamento Feminino (18-07-43) constava do programa oficial “trabalhar pela construção de um albergue noturno”. Nesse ano a idéia toma grande impulso, e a 03 de outubro o comerciante Sabino Francisco dos Santos (tomando a si, por designação da Diretoria, a liderança da grande empreitada) lança a pedra fundamental do Albergue e da nova sede do Grupo. Presentes ao ato o Dr. Salo Brand, então Prefeito Municipal, e várias autoridades. Sabino Francisco dos Santos, como verdadeiro soldado da caridade, coordena internamente os esforços e mobiliza toda a cidade, conseguindo apoio maciço à obra que viria, efetivamente, “preencher uma lacuna em Campos”. Três anos depois, na festa do patrono (04 de outubro), o Albergue Noturno e a nova sede do Grupo Espírita Francisco de Assis (na Rua Saldanha Marinho 189) eram entregues à comunidade.


1980: A CRECHE “LAR IRMÃ CELINA”

Creche  Creche

Em meio às comemorações do Jubileu de Ouro da Instituição, e sob o influxo de variadas manifestações do plano espiritual, juntadas ao entusiasmo dos trabalhadores encarnados, lançava-se, com grande júbilo, a pedra fundamental da Creche “Lar Irmã Celina” (04-10-1980), que por cerca de três décadas (até 2009) se transformou no principal projeto assistencial da Instituição. Tendo recebido o nome de sua mentora espiritual (o Espírito que se apresentava sob o nome de “Irmã Celina”), a idéia do novo Setor recebeu o apoio de praticamente todos os diretores, conselheiros, frequentadores e amigos do Grupo, além de variados segmentos da sociedade campista. Na construção em tempo recorde (menos de um ano), deve-se destacar o concurso decisivo dos confrades Oswaldo de Albuquerque, Almir Quitete de Lima, Carlos Roberto Pessanha da Silva, Antonio Alves Ferreira, Alcino Machado da Silva, Celso Albuquerque e Maria das Graças Ferreira Rangel (designada como diretora do novo departamento). Paralelamente ao trabalho da Creche, e complementando-lhe a face educacional, funcionou pelo mesmo período, em espaço cedido pelo GEFA, o Jardim de Infância Francisco de Assis, mantido pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro.


HOJE: CONSTRUINDO O FUTURO

Cronstruindo o Futuro

Após o ano de seu octogésimo aniversário, o Grupo Espírita Francisco de Assis dá sequência a suas atividades doutrinárias e culturais (através de reuniões públicas de doutrinação espírita-cristã, tratamentos espirituais e estudos, além de seminários e conferências especiais), e concentra sua atuação assistencial em dois setores da maior importância para a cidade de Campos e para a região norte-fluminense: o tradicional Albergue Noturno e o recente Projeto “Espaço Criança Feliz Oswaldo de Albuquerque”, hoje rebatizado como Projeto "Conquistando Artistas Novos Oswaldo de Albuquerque" (CANOA), além da continuidade dos habituais serviços prestados pelo departamento feminino à gestante carente. O Projeto CANOA, que teve a partir de 2009 o apoio da Prefeitura Municipal, foi criado em 2003 para atender à clientela em idade escolar (faixa etária entre 07 e 14 anos) situada em condições de vulnerabilidade social (pobreza, privação, falta de acesso a bens culturais, fragilização de vínculos afetivos e relacionais, circunstâncias de discriminação). Através de atividades artísticas (ballet, coral, violão, percussão, teclado e teatro) e ações de integração familiar (oficinas e palestras educativas), procura-se efetivar uma intervenção sócio-educativa que tem como finalidade principal criar condições capazes de diminuir o nível das desigualdades sociais, investindo em cidadania e apostando no talento e potencialidade de crianças e adolescentes oriundos de comunidades marcadas por situações de risco social.

Leia nosso informativo

Jornal GEFA 2015
O Franciscano 2013

Mensagem

Mensagem do mês

Para setembro/outubro de 2019

APRENDENDO COM CHICO XAVIER


"EU IA ME MATAR"


No final de minha palestra numa feira de livros em Brasília (sobre "As vidas de Chico Xavier"), uma jovem, acompanhada por uma amiga, se aproximou.


- Vim lá de Taguatinga (cidade-satélite de Brasília) só para dizer o seguinte: "Eu ia me matar, li a biografia do Chico e desisti. Estou aqui para agradecer."


Foi um choque. Nem me lembro direito da minha reação. Demorei algum tempo para entender que não foi meu livro que salvou a vida da leitora. Foi a vida de Chico Xavier, a trajetória impressionante construída por ele.


E que trajetória é esta? É a história - ou saga - de um homem simples, pobre, mulato, filho de pais analfabetos, nascido no interior de Minas, que, primeiro, se torna um escândalo nacional ao passar para o papel, de olhos fechados, mensagens assinadas por mortos ilustres ou anônimos e que, com o tempo, depois de muita perseguição, humilhação, desconfiança, se transforma num ídolo popular, um mito.


Chico nunca desistiu. Foi em frente, apesar de tudo.


A leitora encontrou nesta trajetória um sentido para a própria vida.


__________________________


(Excertos do livro "As lições de Chico Xavier", de Marcel Souto Maior - S. Paulo, Editora Planeta do Brasil, 2005)

Sites recomendados

Rua Saldanha Marinho, 189 • Centro • Campos dos Goytacazes-RJ • CEP: 28010-271 • Tel.: (22) 2722-2161
E-mails: gefa.campos@yahoo.com.br (Assuntos administrativos)
   campos.gefa@gmail.com (Assuntos doutrinários)

Ilustrações (apud Araújo, Humberto Leite de, in “De Francisco de Assis para você...” )
1- Autor: Hector Sapia, copyright Aliança da Fraternidade
2- Autora: Dulce Mary de Oliveira Monte, sobre foto do filme “Irmão Sol, irmã Lua” (Paramount Pictures)
Fundo musical: Doce Paz (Nando Cordel)

Pageviews: 146147